Segundo o IBGE, cerca de um terço das empresas fecham antes de completar dois anos e 60% até completar cinco anos, esse fato alarmante torna clara a importância de um planejamento financeiro para os empreendedores. Esse planejamento é indispensável tanto para aqueles que estão no começo de seu negócio como em uma fase de maturidade da empresa.

Importância do Planejamento Financeiro

A falta de recursos e uma administração equivocada das finanças da empresa estão entre os motivos que levam as empresas a fecharem nos primeiros anos de vida. Com o Planejamento, esses problemas são evitados, com ele é possível estabelecer metas, projetar cenários e definir planos de ações.

Há vários aspectos na área financeira que necessitam de atenção, principalmente no início de um negócio ou nos primeiros sinais de que a empresa não está bem financeiramente. Um caso recorrente em empresas de pequeno porte é acabar misturando dinheiro próprio com o capital da empresa, esse fato pode mascarar os reais indicadores da empresa e gerar uma informação distorcida que será insustentável no longo prazo, nesse caso pode ser necessária a ajuda de uma consultoria financeira que poderá auxiliar nesse processo.

O planejamento financeiro vai além de equilibrar as contas e manter a empresa sustentável, podem ser estabelecidas metas para ampliar, elevar a participação no mercado, abrir uma filial, reduzir custos, lançar um novo produto, ampliar a receita.

 

Passos para um bom planejamento financeiro:

 

Analisar a situação atual da empresa.

Torna-se inviável realizar um bom planejamento financeiro sem conhecer a real. Entender o cenário do setor que a empresa se encontra, o tempo de mercado, bem como observar o fluxo de caixa e entender o balanço patrimonial e entender sua precificação são os primeiros dados a serem observados. condição da empresa.

 

Traçar metas e planos de ação

Após compreender o contexto do seu empreendimento é necessário traçar metas. Os gastos devem ser projetados levando em consideração custos operacionais como salários, fornecedores, água e energia e dispêndios extraordinários com pretensões de investimentos. Além disso, devem ser projetadas as receitas a fim de saber se serão capazes de cobrir os custos. Logo após deve-se definir metas e objetivos que reflitam as projeções, estabelecer o plano de ações e criar um plano realista de execução.

 

Analisar diferentes cenários e rever com periodicamente

Antecipar diversas possibilidades torna o planejamento mais eficiente, dessa forma a empresa terá uma reação melhor elaborada. Além de rever as metas com uma certa periodicidade a fim de acompanhar se as metas estabelecidas anteriormente estão sendo eficiente e dessa forma sendo capaz de corrigir possíveis erros e manter consistência nos planos que dão certo.